sexta-feira, 20 de março de 2015

Alimentação Saudável x Alimentação Sustentável: Qual a diferença?

Quem nunca ouviu falar que é preciso ter uma alimentação saudável para ter uma melhor qualidade de vida? Ou que comer gordura e fritura não faz bem para a sua saúde? Tudo isso é verdade, alimentar-se bem, de forma equilibrada, é fundamental para ter uma vida mais saudável e longínqua. Por outro lado, cada vez mais se fala em sustentabilidade, em como agir de maneira economicamente e ambientalmente viável para que possamos viver em um mundo melhor. Mas é possível juntar esses conceitos? Será que é possível tem uma alimentação ao mesmo tempo saudável e sustentável? Como isso seria?

Figura 1. Varejão 2 AMIGOS localizado na cidade de Piracicaba/SP. (Foto: Julia Savieto) 
 Vamos pensar em exemplos práticos, como um prato de comida tipicamente brasileiro com arroz, feijão, farofa, carne, salada de alface e tomate. Parece um prato saudável não? Agora vamos pensar como esse prato chega à nossa mesa, aqui em Piracicaba, no interior do Estado de São Paulo. Vamos pensar no arroz, imagine que esse grão é produzido no Estado de Mato Grosso e transportado por rodovias por aproximadamente 1.200 km; e do feijão, vamos supor que ele é produzindo no Paraná e transportado por 700 km em rodovia. Vamos nos ater apenas a esses dois grãos, para ele chegar até a nossa mesa aqui em Piracicaba eles viajaram, juntos, quase 2.000km em rodovias, utilizando combustíveis fósseis e embalagem. Então você acredita que esse prato pode ser considerado sustentável?  
Não estou falando para deixarmos de comer arroz e feijão, longe disso! Estou tentando mostrar a dificuldade de conseguirmos juntar dois conceitos tão importantes como a alimentação saudável e a sustentabilidade. Aplicar esses conceitos em nossa vida é ainda mais complicado, já que é preciso encontrar um equilíbrio entre eles, sem que haja um favorecimento de um em detrimento do outro. Parece que estamos em uma encruzilhada, ou escolhemos uma alimentação mais saudável independente das consequências ambientais por traz deles, ou escolhemos uma alimentação composta de produtos com menor impacto no ambiente, independente das propriedades nutritivas deles.
Parece algo complicado, e acredito que muitos de vocês leitores nunca param para pensar nisso. Eu confesso que também não tinha parado para refletir até uns cinco meses atrás, durante uma aula de faculdade da disciplina de Sistemas de Produção ministrada pelo Prof. Dr. Carlos Armenio Khatounian da ESALQ/USP. Esse assunto realmente chamou tanta minha atenção que decidi compartilhar com vocês. As soluções apontadas pelo Prof. Armênio foram tão plausíveis que merecem ser ouvidas e repassadas. É claro que não há uma receita de bolo, que as práticas propostas por ele não são revolucionárias, mas são pequenas atitudes que podemos tomar para ter uma vida mais saudável sem prejudicar o nosso planeta.
Vamos as soluções práticas, então o que podemos fazer? As respostas são tão simples que nos fazem realmente pensar que sim, é possível ter uma alimentação saudável e sustentável. Segundo o Professor Armênio, pequenos cuidados do dia a dia já são suficientes para melhorarmos essa situação, como tentar dar preferência para o consumo de frutas e verduras da época, preferir alimentos orgânicos ou com menor quantidade insumos agrícolas e por que não começar uma horta em casa? Não é preciso muito espaço e podem ser bem simples, seria a produção de sua comida na sua própria casa, fantástico! Pensando um pouco no lado econômico, a escolha de produtos produzidos em sua região, também pode favorecer a economia local e beneficiar sua região como um todo.
Essas são apenas algumas das práticas que podemos adotar no nosso dia para ser possível ter uma boa alimentação de forma “ecologicamente correta”. Não é preciso nada muito drástico, apenas prestar um pouco mais de atenção nas suas atitudes, para benefício próprio e de toda a comunidade. O que temos a perder? Nada, só temos a ganhar uma vida melhor em um planeta melhor! Que tal tentar prestar atenção a próxima vez que for ao mercado, feira, varejão? Você vai ver que realmente faz a diferença!

Por Nathalia Brancalleão
e-mail para contato: na_brancalleao@hotmail.com


Referências bibliográficas:

Aula “Alimentação Saudável x Sustentável” ministrada pelo Prof. Dr. Carlos Armenio Khatounian do Departamento de Produção Vegetal na ESALQ/USP.

KHATOUNIAN, C. A.; Soares Jr, D. Abordagem sistêmica e pesquisa participativa na agricultura familiar: ferramentas para o desenvolvimento. Informe Agropecuário, Belo Horizonte, v. 26, p. 17-27, 2005.

Nenhum comentário:

Postar um comentário